25 de julho Dia do Motorista Profissional: cuidados fundamentais para a durabilidade dos pneus

25 de julho Dia do Motorista Profissional: cuidados fundamentais para a durabilidade dos pneus

Entre as categorias de profissionais da área que mais crescem, estão os motoristas de aplicativos que, segundo IBGE, são mais de 1 milhão de pessoas no Brasil. Atenção especial com pneus pode reduzir custos com manutenção dos veículos usados para trabalho.

O dia 25 de julho, data em que se comemora São Cristóvão, foi escolhido para também homenagear os motoristas profissionais pelo seu trabalho. O santo é considerado o padroeiro da classe que leva em seu veículo a responsabilidade de transportar pessoas, encomendas, compras, bens pessoais etc. 

Em 2012, quando aplicativos de transporte como Uber começaram a ganhar popularidade no Brasil, o número de pessoas que tinham sua principal renda oriunda deste serviço era de aproximadamente 484 mil, como aponta Pesquisa Nacional de Empregados e Desempregados (Pnad) Contínua Trimestral.  

No último levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2019, o salto havia sido de 138%, superando a marca de mais de 1 milhão de motoristas de aplicativos rodando nas ruas das cidades brasileiras. 

Por isso, tão importante quanto celebrar o Dia do Motorista é realizar as revisões periódicas do carro, estar atento ao estado dos pneus e tomar algumas precauções para que eles possam ser usados dentro das regras previstas pelo Código Nacional de Trânsito, preservando a segurança do motorista e dos passageiros. Além da segurança, a durabilidade dos pneus pode ajudar na lucratividades desses profissionais, pois os pneus representam um custo efetivo para a atividade.

Segundo o gestor de contas da Delinte Pneus, Cleyton Kamogawa, a falta de atenção aos sinais de avarias nos pneus pode resultar em estouros, instabilidade e derrapagens em pistas molhadas e até mesmo multas e perda de pontos na carteira de habilitação. 

Para garantir a dirigibilidade e a durabilidade dos pneus, o motorista deve cuidar da calibragem e do alinhamento, sempre seguindo as normas do fabricante, pois cada um tem uma tabela específica adequada.  

“Manter a pressão e o alinhamento em dia são essenciais para uma boa dirigibilidade e também colabora muito para uma maior durabilidade”, comenta o gestor de contas. 

Outra recomendação feita por Cleyton Kamogawa é realizar o rodízio de pneus a cada 10 mil quilômetros, em estabelecimentos especializados, sempre observando o desgaste e a posição das peças. “Essa prática é fundamental para equilibrar possíveis diferenças de desgaste, aumentando a segurança e a durabilidade maior”, afirma. 

Troca de pneus

Antes de atingirem a vida útil indicada pelo fabricante, os pneus apresentam alguns sinais como desgaste irregular, bolhas, ressecamento e rachaduras, indicando que está na hora de trocá-los. 

“O ideal é que os quatro pneus sejam trocados. Se não houver a possibilidade de realizar, é indicado que o motorista troque dois, colocando os novos para trás e, se possível, escolher a mesma marca”, orienta Cleyton Kamogawa.

D1D1 o pneu para quem roda além da média

A Delinte Pneus possui o pneu D1D1 Ultra High Mileage com objetivo de suprir a necessidade de um produto com alta durabilidade, econômico e que proporcione estabilidade e dirigibilidade aos motoristas de táxi, aplicativos e frotas que por conta da atividade, fazem uso maior do pneu. 

“O modelo D1D1 da marca Delinte possui um composto especial de borracha que permite atingir uma ultra quilometragem. Seu Treadwear é 800, quanto maior o treadwear do pneu maior será sua durabilidade”, conta o gestor de contas da marca. 

Outro diferencial do modelo D1D1 é sua maior profundidade dos sulcos do pneu em torno de 10,5mm, com 35% a mais borracha.

×